sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Eleição da mesa diretora da Câmara de Quixelô, Dada Guedes é nome indicado pela Prefeita Fátima Gomes de o Grupo de Situação



Quixelô CE, 30/12/16- O Vereador Doroteu Honório Guedes Filho (P C do B), é indicado pela base aliada da  Prefeita Fátima Gomes, pra concorrer ao cargo de Presidente da Mesa diretora da Câmara de Vereadores de Quixelô. Ontem quinta  (29) a prefeita reeleita Fátima Gomes   se reuniu com os vereadores da sua base e após um amplo debate   ficou definido o apoio ao nome do vereador Dadá para concorrer ao referido cargo. O mandato será de 2017 à 2018. 

Segundo alguns vereadores a bancada de  oposição não lançará chapa e a eleição deverá acontecer com chapa única. A sessão de instalação da primeira sessão ordinária da casa legislativa do exercício 2017-2018, será presidida pelo Vereador que obteve a maior quantidade de votos na eleição de 02 de outubro passado, o Senhor Francisco Alves Ribeiro. O vereador Doroteu Honório- Dada, afirmou ao Blog Quixelô Agora que além dos votos da bancada de situação conta com o voto do Vereador Adil Vieira da bancada de oposição, o mesmo ainda espera a confirmação do voto de um segundo vereador da oposição, no entanto não divulgou o nome. O vereador Adil Vieira continuará compondo o bloco de oposição. A eleição da mesa diretora acontecerá neste dia 01/01/2017 as 09:00 horária no auditória da Câmara Municipal de Quixelô, após a eleição da mesa diretora, o novo presidente da Câmara dará posse a Prefeita reeleita Fátima Gomes e o  vice prefeito Jackson Melo. 

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

UNIÃO DA CARNAUBINHA DOS CAMILOS É BI-CAMPEÃO QUIEXELOENSE

UNIÃO DOS CAMILOS - TIÚ É BI CAMPEÃO QUIXELONESE


Quixelô CE, 27/12/16 - O União da Carnaubinha dos Camilos -Tiú, entrou pra galeria dos times Bicampeão Municipal, ao lado Antonico Esporte Club, são os dois times Bicampeão na era LIFAQUI. Foi uma das finais mais disciplinadas de todos os tempos, com o time do União dominando o jogo desde o início do primeiro, a equipe do Internacional do Córrego, não conseguiu emplacar o mesmo futebol apresentado em partidas anteriores. O Tiú abril o marcador logo no início do primeiro tempo e mesmo com o placar favorável a equipe do União não recuou, muito pelo contrário continuou sempre atacando e encurralando a equipe do Internacional, que poucas vezes chegou no campo do adversário, o primeiro tempo terminou com o placar mínimo de 1 x 0. No segundo tempo, quando todos esperavam uma reação da equipe do Internacional do Córrego foi a equipe do União que voltou com a mesma vontade e dificultando qualquer reação do time adversário, após marcar o segundo gol a equipe do União praticamente liquidou fatura aí foi só administrar o resultado que lhe era favorável, com 2x0 no placar final o União da Carnaubinha dos Camilos se sagra BI-CAMPEÃO QUIXELOENSE, INVICTO.


VEJA ABAIXO ALGUMAS FOTOS DA FINAL DO CAMPEONATO 
Trio que trabalhou na Final: Wanderson, Antonio Carlos e Eneas




 

PORTUGUESA VENCE UNIÃO F.C POR 1 X 0 E É CAMPEÃO DO CAMPEONATO MUNICIPAL SUB 21. 



Foi uma final de sub 21, mas parecia final de campeonato aberto, as equipes de União FC/Botão e Portuguesa dos Tavares apresentaram um bom futebol e foi sem dúvida uma grande partida de futebol, o jogo em sim foi muito equilibrado, o que já era esperado diante do elenco dos dois times, A portuguesa soube aproveitar melhor as oportunidades e fez 1x0 placar final que deu a equipe o Título de Campeão do I Campeonato Sub 21 de Quixelô, destaque para o Atleta Wandeilson Lima que marcou o Gol do título e para o goleiro Yalison(Zé) que fez defesas importantes e garantiu a vitória da Portuguesa pelo placar mínimo de 1x0. Parabenizar o empresário e desportista Silvio, dono da Teleágua um dos responsáveis pela formação da equipe da Portuguesa.

TCE redistribui processos do extinto TCM entre membros da corte em sessão desta terça-feira

TCE redistribui processos do extinto TCM entre membros da corte em sessão desta terça-feira
O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) deve redistribuir, na sessão desta terça-feira (27), os processos do extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) entre os membros da sua Corte. O presidente do órgão, o conselheiro Edilberto Ponte, tenta por panos quentes no polêmico processo de extinção.
Na sessão da segunda-feira (26), Edilberto defendeu que “não haverá prejuízo para o controle externo, nem para a fiscalização dos Municípios, nem do Estado. Vamos somar nossos conhecimentos. Teremos um controle mais forte, com um corpo técnico preparado e aparelhado.”
Extinção do TCM
Os irmãos Cid e Ciro Gomes, em ato de vingança contra o conselheiro e presidente eleito do TCM, Domingos Filho, propuseram, através do testa de ferro Heitor Férrer (PSB), a extinção do órgão junto à Assembleia Legislativa, que aprovou a medida em dez dias de trâmite.
Domingos Filho apoio a candidatura do deputado Sérgio Aguiar (PDT) à presidência da Assembleia, contra o candidato dos FGs, o atual presidente Zezinho Albuquerque (PDT), reeleito.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Nova fase da Lava Jato, Operação Deflexão mira em ministro do TCU e relator da CPI da Petrobrás

A Polícia Federal e a Procuradoria-Geral da República deflagraram nesta segunda-feira, 5, a Operaçao Deflexão, nova etapa da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, e cumprem mandados nas residências do ministro do TCU Vital do Rêgo (PMDB) e do deputado petista Marco Maia (RS). A operação foi autorizada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato na Corte, e faz parte das investigações da PF e da Procuradoria-Geral da República no inquérito no STF que apura a atuação dos dois políticos para blindar empreiteiros na CPI Mista da Petrobrás realizada em 2014.
Estão sendo cumpridos nove mandados judiciais em Brasília/DF, Paraíba e Rio Grande do Sul nos endereços pessoais, funcionais e empresariais relacionados a Marco Maia e a Vital do Rêgo.
A PF cumpre, com apoio da PGR, mandados de buscas nas residências dos dois e também em empresas. É a primeira vez desde o início da operação que agentes da Polícia Federal cumprem mandado na residência de um ministro do TCU, a corte responsável por, dentre outros, julgar as contas do governo federal. Em julho do ano passado, a Lava Jato realizou buscas no escritório e na residência do advogado Tiago Cedraz, filho do presidente do TCU Aroldo Cedraz e alvo de outra investigação por suspeita de receber propina para favorecer empresários em julgamentos na Corte de Contas.
Nesta manhã a PF esteve na casa de Maia num condomínio em Canoas (RS). O deputado não estava. Estavam a filha e a mulher dele apenas. Os agentes também foram atrás do parlamentar em Porto Alegre.
O nome da operação faz referência ao verbo defletir, que significa provocar mudança ou alteração no posicionamento normal de algo. Uma alusão ao fato de que, mediante propina, empreiteiros investigados passaram à condição de blindados de uma eventual responsabilização.
A investigação foi aberta em maio com base na delação do ex-senador Delcídio Amaral, que acusou Maia e Vital de cobrarem “pedágio” de empreiteiros investigados na Lava Jato em troca de proteção na CPI. Naquele ano foram realizadas duas comissões para investigar as suspeitas de irregularidades na estatal que vieram à tona com a Lava Jato, uma no Senado e uma Mista. A do Senado terminou sem votar um relatório final e a mista concluiu por pedir o indiciamento de 52 pessoas. Nenhuma delas, porém, chamou os executivos das grandes empreiteiras para depor.
Vital do Rêgo e Marco Maia eram, respectivamente, presidente e relator da CPI mista. No pedido de abertura de inquérito, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que os fatos narrados por Delcídio indicam crimes de concussão ou corrupção passiva, o que está sob apuração.
Em primeira instância, o ex-senador Gim Argello (PTB-DF) está preso preventivamente desde abril e já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 19 anos de prisão corrupção passiva, lavagem de dinheiro e obstrução à investigação de organização criminosa por também ter atuado para cobrar pagamentos das empresas em troca de proteção na CPI. Como não possui foro, ele foi julgado em primeira instância.
R$ 1 milhão’. Além do ex-senador, o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro também relatou a pressão dos dois em sua tentativa de negociar um acordo de colaboração premiada. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro em setembro, após voltar a ser preso preventivamente, Pinheiro disse que Maia o procurou em 2014 para tratar do assunto.
“Ele teve uma conversa comigo, que podia ajudar porque o relatório é fruto de todo um trabalho investigativo feito durante o período (da CPI) e o relatório final é que é votado. Então, ele teria condições de ajudar no sentido de proteger nossa empresa”, relatou.
Ainda de acordo com Pinheiro, Marco Maia teria lhe relatado uma “dificuldade bem grande” pelo fato de ser relator de uma investigação que implicaria grandes empresas e traria dificuldades para ele conseguir doação para sua campanha. O deputado teria então, segundo o empreiteiro, solicitado ajuda financeira.
“Queria lhe solicitar, em troca de lhe ajudar quando estiver fazendo o relatório final da CPI, uma contribuição de R$ 1 milhão”, teria dito o deputado, segundo o empreiteiro.
Léo Pinheiro confirmou ao juiz Sérgio Moro que sua empresa acabou fazendo o pagamento para um empresário indicado pelo parlamentar e que atuaria para campanhas políticas.
‘Doações’. Além disso, a defesa do executivo entregou à Justiça em outubro notas fiscais e comprovantes de transferências da empreiteira para uma construtora no interior da Paraíba que, segundo Pinheiro, foram utilizadas para lavar R$ 1,5 milhão de caixa 2 para a campanha de Vital do Rêgo ao governo daquele Estado em 2014. Ele foi derrotado naquele ano e acabou deixando o Senado para ir para o TCU.
Segundo o empreiteiro, o valor repassado a Vital faz parte dos R$ 2,5 milhões que a OAS teria pago ao PMDB como parte do acerto com Vital e Argello para conseguir a proteção nas CPIs. Os repasses via doações a partidos e políticos foi uma das formas utilizadas entre os políticos e os empresários para conseguir a blindagem nas comissões.
Em relação a Gim Argello, as investigações em primeira instância apontaram que ex-senador recebeu R$ 7,35 milhões da UTC Engenharia, da Toyo Setal e da OAS em 2014. Segundo a força-tarefa, o repasse de propinas foi feito via doações eleitorais para os partidos da coligação de Gim em 2014 – formada por DEM, PR, PMN , PRTB e PTB. Apesar de citar os outros partidos, o MPF não acusa eles, pois não há elementos para provar que eles sabiam do acerto feito por Argello.
As doações foram divididas da seguinte forma: R$ 5 milhões da UTC Engenharia, R$ 2 milhões da Toyo Setal. Além disso, a OAS  repassou R$ 350 mil para a Paróquia São Pedro , em Taguatinga (DF), onde é realizada a Festa de Pentencostes, que reúne milhares de fiéis e conta com a presença de políticos, como Argello.
A defesa de Marco Maia e a assessoria de Vital do Rêgo firam procuradas mas ainda não se manifestaram.
As informações O Estado de São Paulo

Traição na Assembleia Miriam ataca gesto de Agenor: 'traíra é como puta e tem prazo de validade' e ameaça Camilo

Miriam ataca gesto de Agenor: 'traíra é como puta e tem prazo de validade' e ameaça Camilo


QUIXELÔ-CE, 05/12/2016 Surpreendente! Aos 60 anos, a deputada Míriam Sobreira concedeu uma entrevista à emissora de rádio de Iguatu onde denunciou que o seu colega de Assembleia, deputado Agenor Neto, não votou em Zezinho Albuquerque em troca de verbas de saúde para Iguatu. " Ele não engana mais. Teve vantagens pessoais" disparou Míriam, que está voltando para o secretariado do Governo Camilo.

Indignada, Míriam pediu desculpas ao povo e as prostitutas mas disparou: " ele (Agenor) é um traíra, é como uma puta e tem prazo de validade (vencida)". Também avisou que comunicou não o aceita como aliado. " Nós vencemos as eleições por 11 mil votos. Agora somos nós ou ele. Camilo e Cid terão que escolher",

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Deputado Genecias Noronha visitou ontem a Cidade de Quixelô








Quixelô-CE, 06 de maio de 2016- Ontem a noite o empresário e presidente do Solidariedade(SD) Neomar Alves recebeu em sua residência a visita do deputado Federal Genecias Noronha, o mesmo veio acompanhado de uma comitiva do Município de Icó, Vice prefeito, vereadores e outras lideranças daquele município. Esteve presente também uma comitiva do Munícipio de Banabuiú, vereador Valtinho (PHS) e pré-candidato a prefeito daquele município, o mesmo estava acompanhado de militantes do PRB de Banabuiú. Neomar Alves recebeu em sua casa várias lideranças comunitárias do zona rural e sede de Quixelô. Presença do Presidente do Diretório do PV, vice Presidente do PRB, militantes do PMN e do SD. Em seu discurso, o deputado Genecias Noronha agradeceu a presença de todos e principalmente aos que em 2014 trabalhou em prol da sua eleição, o mesmo também reafirmou o compromisso com o Quixelô e se prontificou a contribuir naquilo que for possível. Genecias Noronha também falou da importância do lançamento de um novo projeto político pra Quixelô, reafirmando mais uma vez a sua disposição em apoiar esse projeto e lutar para o sucesso do mesmo. De Quixelô Genecias seguiu para o Município de Iguatu aonde participou de um evento do Grupo SB de Iguatu, o mesmo ainda fez um desafio ao empresário Neomar Alves, para Neomar marcar um momento aonde pudesse vir para debater com as pessoas de Quixelô, sobre diversos assuntos.