terça-feira, 23 de setembro de 2014

Luizianne nega apoio à Camilo e fala sobre denúncias de corrupção envolvendo Cid Gomes

Luizianne nega apoio à Camilo e fala sobre denúncias de corrupção envolvendo Cid Gomes











A ex-prefeita de Fortaleza e concorrente a deputada federal pelo PT, Luizianne Lins, negou qualquer apoio ao candidato do PT ao Governo do Estado, Camilo Santana, e criticou duramente o governador Cid Gomes.
Luizianne, que é jornalista, falou sobre a decisão do governador em tentar impedir a circulação da revista IstoÉ e comentou sobre as denúncias envolvendo Cid no escândalo de corrupção da Petrobras. Segundo Luizianne, não foi o primeiro caso.

domingo, 21 de setembro de 2014

Eunício Oliveira derrota Camilo Santana no 1º turno, revela O Povo/Datafolha











A terceira rodada da  O POVO/Datafolha revela que Camilo Santana (PT) oscilou três pontos percentuais para cima, chegou a 34% e encurtou para sete pontos sua distância para Eunício Oliveira(PMDB) na disputa pelo governo do Ceará. O peemedebista se mantém estável na liderança, com 41% e sem qualquer oscilação depois de duas semanas. O crescimento de Camilo ocorreu tirando votos basicamente de Eliane Novais (PSB) e Ailton Lopes (Psol), que oscilaram negativamente um ponto cada e ficaram com 3% e 1%, respectivamente.
pesquisa
Com 51% dos votos válidos, Eunício poderia hoje ser eleito no 1º turno. Porém, como a pesquisa possui margem de erro de três pontos para mais ou para menos, ainda existe possibilidade de segundo turno no Estado. Essa é a primeira pesquisa Datafolha que traz projeção de votos válidos, forma oficial de divulgação do resultado das eleições e que exclui eleitores indecisos e votos brancos e nulos. Considerando a variação máxima da margem de erro, o peemedebista poderia oscilar entre 48% e 54%.

SEGUNDO TURNO 


A pesquisa simula ainda cenário de segundo turno entre Eunício e Camilo. Pela projeção, o peemedebista venceria com 45% das intenções de voto, contra 37% do petista. Já brancos e nulos somam sete pontos. 11% dos eleitores se declararam indecisos. Os dados acima integram a pesquisa estimulada, quando é apresentada ao eleitor uma lista com os nomes dos candidatos. Neste tipo de pesquisa, 8% dos entrevistados disseram ainda votar em branco ou nulo e outros 13% se afirmaram indecisos.
Já na pesquisa espontânea, quando o eleitor diz em quem pretende votar sem ver lista com nomes, Eunício cresce acima da margem de erro e passa de 19 para 25 pontos. Já Camilo oscila positivamente um ponto, alcançando 19%. Apesar de não disputar eleição, o governador Cid Gomes (Pros) foi outro nome a ser lembrado pelos eleitores, alcançando 1%.
Além de liderar as intenções de voto, Eunício Oliveira também aparece com a menor taxa de rejeição, que permanece estável em 17%. Nessa pesquisa, onde os eleitores dizem em qual candidato não votariam de jeito nenhum, Ailton Lopes e Eliane Novais lideram, com 30% cada. Camilo aparece com 21% de rejeição.
Reta final
Essa é a terceira pesquisa de uma série realizada pelo O POVO em parceria com o jornal Folha de S. Paulo. Ela ouviu 1,2 mil eleitores com em 47 municípios do Ceará, entre os dias 18 e 19 de setembro – uma semana após ciclo de sabatinas do O POVO com candidatos ao Governo.
O levantamento baliza a situação dos candidatos no início da reta final da disputa, com um mês de campanha em rádio e TV e pouco mais de duas semanas até a eleição. A pesquisa foi registrada no TSE sob os números CE-00022/2014 e BR-00695/2014.

 Tasso sobe quatro pontos e chega a 58%; Mauro oscila um ponto e fica com 19%



Tasso Jereissati (PSDB) subiu quatro pontos percentuais na disputa pelo Senado no Ceará e lidera com 58% das intenções de voto.Mauro Filho (Pros) oscilou um ponto para baixo e tem 19%. Com o resultado, que integra nova rodada da pesquisa O POVO/Datafolha, diferença entre eles passa de 34 para 39 pontos. Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (PSTU), ambas com 2% no levantamento de 3 de setembro, oscilaram para 1%.
Levando em conta apenas votos válidos, quando se excluem da conta eleitores indecisos e votos brancos e nulos, Tasso tem 74% e Mauro 24%. Nesse cenário, forma oficial como são divulgados resultados da eleição, diferença entre eles é de 50 pontos. Raquel Dias alcançaria 2% e Geovana Cartaxo 1%. Essa é a primeira pesquisa Datafolha a divulgar os votos válidos. A pesquisa foi realizada em 18 e 19 de setembro e ouviu 1,2 mil eleitores. Os números de registro TSE são CE-00022/2014 e BR-00695/2014.
Em comparação com as outras duas pesquisas (http://bit.ly/1t4wKa7 ehttp://bit.ly/1rnpqpB), única alteração fora da margem de erro – de três pontos para mais ou para menos – é a de Tasso, que foi de 54% para 58%. Eleitores que dizem votar em branco ou nulo oscilaram de 9% para 7%, e número de indecisos foi de 13 para 14 pontos.
Tasso lidera em todos os segmentos de sexo, idade, escolaridade e renda. O pior desempenho do tucano ocorre entre eleitores mais jovens, de 16 a 24 anos (52%). É justamente neste segmento que Mauro vai melhor, alcançando 28%.

Voto descasado
A pesquisa mostra também descasamento entre as eleições para Governo e Senado. Dos eleitores de Camilo Santana (PT), 44% votariam em Tasso para senador. Já o candidato de Camilo, Mauro Filho (Pros), recebe 39% dos votos de eleitores do petista.
Entre eleitores de Eunício Oliveira (PMDB), 83% pretendem votar em Tasso, enquanto 9% dizem votar em Mauro. (Carlos Mazza)
Metodologia da pesquisa
O Datafolha ouviu 1,2 mil eleitores entre 18 e 19 de setembro, em 47 municípios do Ceará. A margem de erro máxima é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança considerado é de 95%. Isso significa que, em 100 pesquisas com a mesma metodologia, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro.
A seleção dos eleitores pesquisados é feita por sorteio aleatório. A pesquisa foi contratada pelos jornais O POVO e Folha de S.Paulo. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com os números CE-00022/2014 e BR-00695/2014.

sábado, 20 de setembro de 2014

Deputado Federal José Airton (PT) é condenado por improbidade administrativa

O deputado federal José Airton Cirilo da Silva (PT), os assessores parlamentares Raimundo Lacerda Filho e José Caubi Diniz Júnior, além da ex-prefeita de Fortim (CE), Maria da Conceição Chianca de Souza, e o presidente da comissão de licitação municipal de Fortim, Luis Carlos Costa, foram condenados pela prática de improbidade administrativa pela Justiça Federaldo Ceará. A decisão é do juiz Federal Ciro Benigno Porto, que atua na 15ª Vara da Justiça Federal, na Subseção de Limoeiro do Norte. O magistrado condenou os réus à perda de função públicaperda de bensressarcimento aos cofres públicospagamento de multa esuspensão dos direitos políticos.

A Justiça Federal julgou a denúncia do Ministério Público Federal, que apontava que o deputado federal José Airton Félix Cirilo da Silva como a pessoa que exigiu dos empresários Darci Vedoin e Luiz Antônio Vedoin a comissão de 15% para si e para os assessores parlamentares Raimundo Lacerda Filho e José Caubi Diniz Júnior. Teriam, ainda, intercedido junto ao então ministro da Saúde, Humberto Costa, para promover a liberação de verba de R$ 30 milhões do orçamento dotado àquela Pasta, dos quais R$ 6 milhões seriam destinados a municípios do Estado do Ceará. Esse valor direcionado a este Estado teria sido pago às empresas do Grupo Vedoin, vencedoras de processos fraudulentos de licitações.

Em relação à ex-prefeita do Município de Fortim (CE), Maria da Conceição Chianca de Souza, auxiliada por Luís Carlos Costa, então presidente da Comissão de Licitação Municipal, a acusação é de fraude em procedimento licitatório na execução de Convênio firmado com a União, por intermédio do Ministério da Saúde, cujo objeto era a compra de ambulância e aquisição de equipamentos hospitalares. A fraude teria consistido na simulação de licitação  para aquisição de um aparelho de ultrassonografia no valor de R$ 77.460,00 (setenta e sete mil e quatrocentos e sessenta reais) da empresa denominada Vedomed Comércio Médico Hospitalar Ltda., utilizada como fachada pelos empresários Luiz Antônio Vedoin e Darci Vedoin.

Segundo a Justiça Federal, os réus integraram esquema fraudulento conhecido como “Máfia das Ambulâncias”, organizado nacionalmente pelos empresários Luiz Antônio Vedoin e Darci Vedoin para desviar verbas do orçamento da União, dotadas ao Ministério da Saúde, mediante a venda superfaturada de ambulâncias e equipamentos hospitalares. O esquema teria sido descoberto a partir de investigação conjunta do Ministério Público Federal, Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Receita Federal do Brasil, mediante operação deflagrada sob o título de “Operação Sanguessuga”, sendo posteriormente objeto de investigação por Comissão Parlamentar Mista de Inquérito instaurada no Congresso Nacional.

Deputado diz que decisão do juiz é sem fundamento

Procurado pela reportagem, o deputado José Airton Cirilo afirmou que a decisão é sem fundamento e que não existe prova alguma do envolvimento dele no escândalo. "Tenho documentos provando tudo o contrário do cara que me acusou, pois nunca tratei desse assunto. Tenho uma declaração do Ministro da Saúde e do hotel que ele disse que participei de uma reunião. Eu desafio alguém a provar que eu tenha liberado uma ambulância para qualquer município do Ceará. É completamente nula essa decisão do juiz e absurda, pois ele sequer me ouviu nos autos. Já recorremos a decisão e a contestação foi feita.  É uma decisão absurda, sem nenhuma comprovação e tem várias declarações que não são verdadeiras", disse o deputado.

O parlamentar também rebateu alguns pontos do processo, como a acusação dos parlamentares. Segundo José Airton, os dois nomes citados na condenação não são de seus assessores parlamentares. Ele ainda disse que os nomes foram relatados como se fossem assessores, pois o juiz apenas se baseou em 'teorias do fato e não nos autos". Em relação ao envolvimento com a prefeita Maria da Conceição Chianca de Souza, o deputado explicou que possui um documento da própria prefeita afirmando que nunca esteve com José Airton.


O advogado de defesa,  Hélio Leitão, informou que a decisão é de primeiro grau e não é considerada uma decisão definitiva. A defesa já entrou com um recuso de declaração direcionado ao próprio juiz, mas pode entrar com um recurso no Tribunal Regional Federal, em Recife.  "Já ingressamos com embargos declaratórios, que é um recurso, por entender que a decisão é omissa, em alguns pontos que foram articulados pela defesa. E acaso não haja reversão pelo próprio juiz e ele insista em manter a decisão, ingressaremos com apelação com o Tribunal Regional Federal, pois a decisão se ampara apenas em meras suposições e que que seria claro na prova do processo que essa decisão será reformada", finalizou. Diário do Nordeste

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Em nota, professor confirma que levou soco de Ciro Gomes em Iguatu

Uma manhã movimentada em Iguatu, onde a passagem dos irmãos Cid e Ciro Gomes foi marcada por inaugurações, protestos e até acusação de agressão.
Tudo isto aconteceu na inauguração da Escola Estadual de Educação Profissional Lucas Emmanuel Lima Pinheiro, localizada na Rua Amália Brasil, bairro Vila Moura.  Logo na chegada a nossa reportagem encontrou alunos, professores e diretores da FECLI/UECE que foram barrados e não conseguiram entrar no local onde aconteceria a solenidade.
Na chegada ao local do evento, alunos da FECLI gritavam para o governador Cid Gomes e questionavam sobre a conclusão da Cidade Universitária e sobre o concurso para a efetivação dos professores na Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iguatu.
Minutos após, alguns alunos que conseguiram entrar, fizeram um rápido protesto, o secretário de saúde, Ciro Gomes, foi em direção aos alunos e este foi o primeiro atrito.
O segundo momento, aconteceu no ginásio coberto, onde cerca de 20 alunos iniciaram um protesto com cartazes e gritos, durante o discurso de Cid Gomes. O governador, afirmou que iria conversar com os manifestantes após a solenidade.
Na saída do ginásio, Cid Gomes vai em direção aos jovens e neste momento, aconteceu o fato que chamou a atenção nas redes sociais e em vários veículos de comunicação, Fernando Roberto, professor de Biologia da FECLI, afirmou que levou um soco do Secretário de Saúde do Ceará. Foi o que postou nas redes sociais “Ciro Gomes acaba de me dar um soco e me ameaçar de prisão”.

Após isto recebemos muitas ligações e no final do evento questionamos o Secretário Ciro Gomes sobre esta acusação e ele respondeu o seguinte, “ coitadinho, quem sofreu uma agressão foi o Cid com vaias e muito mais, eu não agredi  ninguém”, declarou.

Nota do professor

Professor Fernando Roberto

 Em seguida nos encontramos com o professor Fernando Roberto que explicou com detalhes o que aconteceu através de uma nota que foi enviada para o nosso Blog:
 “Hoje aqui no Iguatu estava prevista a inauguração da Escola Profissionalizante. Nós, alunos e professores, da Uece fomos reivindicar a conclusão de nosso Campus e concurso para professor efetivo. Eu e outro professor e alguns alunos chegamos cedo e conseguimos entrar. Todos os outros foram barrados (inclusive o diretor da FECLI que estava com um convite). Pois bem, na chegada do governador, os alunos puxaram uma vaia e nesse momento o Ciro virou e eu fui o primeiro que ele viu. Veio em minha direção  enfurecido, me deu um soco na barriga e disse que se eu continuasse me prenderia. Depois passou o tempo inteiro olhando em minha direção e me chamando de fascista. Mas para ser sincero o soco foi com a intenção que eu reagisse e aí sim causasse uma confusão; não foi nada que me machucou. No entanto, considerando a posição dele, é algo lamentável.”   


Ainda na escola profissionalizante, Cid Gomes se reuniu com os manifestantes por quase 30 minutos e debateu com todos sobre a situação dos professores da UECE, nada ficou definido, em relação à Cidade Universitária que está em construção em Iguatu, o governador declarou que a obra será concluída em dezembro.

Fonte Blog do Alex Santana.

Ciro Gomes agride professor em Iguatu

O secretário de Saúde do Estado do Ceará, Ciro Gomes, agrediu um professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), na manhã desta quinta-feira (18).

O irmão do governador Cid Gomes participava da inauguração da Escola Estadual de Educação Profissional Lucas Emmanuel Lima Pinheiro, localizada na cidade de Iguatu, a 380 km de Fortaleza. 

De acordo com a presidente Sindicato dos Docentes da Uece (SindiUece), Elda Maria Maciel, Ciro deu um soco no rosto do professor Fernando Roberto, após uma discussão.

Greve
Nesta quarta-feira (18), os professores da Uece e Universidade Regional do Cariri (Urca) iniciaram a greve. A decisão foi tomada após uma assembleia feita com professores no campus do Itaperi. Dos 106 presentes, 71 votaram a favor, 28 contra e 7 não votaram.

* Com informações do portal CNEWS

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Prefeita Municipal exonera funcionários ligado ao vereador Zé do Valdo



Quixelô CE 16/09/14- A prefeitura de Quixelô exonerou funcionários públicos ligados ao vereador Zé do Valdo (PSD), o motivo das demissões foi devido o fato do vereado Zé do Valdo ter deixado o grupo ligado base de apoio a prefeita Fátima Gomes e ter se juntado ao seu ex grupo político liderado pelo ex. prefeito Gilson Oliveira, Zé do Valdo se uniu aos 03 vereadores de oposição a administração da prefeita Fátima Gomes. Umas das pessoas exonerada foi a chefe da vigilância Sanitária, a senhora Nargila Sidrone, mas temos informações que outras pessoas tiveram o mesmo destino, além de outros apoiadores que tinha beneficio na gestão. Realmente o que podemos ver é o loteamento da prefeitura municipal, em troca de apoio, empregos são oferecidos, uma prática retrógrada e sempre combatida pelo PT, quando era oposição, O PT oposição era bem diferente do PT governo, em troca de apoio usa de todos os mecanismos que pode, é lamentável que tal práticas como essas, seja uma marca na atual administração.    


Candidata a deputada estadual Mirian Sobreira sofre nova derrota, agora, no TSE


Após ter a sua candidatura de deputada estadual barrada pelo TRE - Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, Mirian Sobreira voltou a ter nova derrota, desta vez, junto ao TSE - Tribunal Superior Eleitoral. 

O mandado de segurança impetrado por ela foi negado impedindo-a de concorrer a uma vaga para a Assembleia Legislativa.

A decisão assinada pelo ministro Henrique Neves da Silva, é datada de 11 de setembro de 2014 e foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico.

Mirian Sobreira teve seu registro de candidatura impugnado a partir de uma ação movida pelo Ministério Público Eleitoral. 

Na época, o TRE entendeu que Mirian Sobreira infringiu a Lei quando recebeu de forma irregular a doação de 10% da renda da empresa Laboratório de Análises Clínicas Dr. Manoel Carlos de Gouveia Ltda. Vale salientar, que a Lei só permite a doação de 2% do valor da renda para pessoa jurídica.

Mirian Sobreira ainda vai tentar se manter na disputa através de um Habeas Corpus.

Fonte BLOG Lindomar Rodrigues. 

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Quixelô- Bastidores da Politica



Quixelô CE, Cometa-se pelas ruas da cidade que a relação entre a gestora municipal e um dos vereadores da base aliada  esta muito arranhada, há quem diga que a coisa azedou de vez, um dos motivos dos desentendimentos seria devido a baixa aceitação da candidata apoiada pela gestora na comunidade  do vereador aliado, no ultimo evento realizado na comunidade o referido vereador, o mesmo não teria subido no palanque dos candidatos apoiados pela gestora. De um lado o pessoal ligado a administração fala que falta empenho na campanha por parte do vereador, por outro lado, os amigos do vereador alegam que o motivo da insatisfação do mesmo seria devido o não cumprimento de alguns compromissos assumidos com o mesmo, agora é esperar pra ver qual será o final dessa novela, há quem diga que o vereador deixará a base de apoio a gestão, resta saber qual rumo tomará nos próximos dias, se ficará neutro ou se irá pra campanha de algum candidato. 
Foto na reunião da comunidade do vereador insatisfeito.